Zoom Logo

Assembleia Geral Extraordinária ACT 2020 Grupo CEEE - Shared screen with speaker view
cleberson santos
39:22
Cleberson dos Santos RE:37359-1 CEEE-GT
Galaxy A10
39:34
José itaner Silveira Alves RE - 34433-8
Alex Farias
39:39
Alex Sander Oliveira Farias - RE 36018-0 CEEE-D
Leandro Barbosa
40:54
Leandro Vargas Barbosa CEEE-GT 34863-5
Abelmaim
44:17
Abelmaim Alessandro da Silva RE 35873-8. CEEE-GT.
Reges Xavier
45:51
Reges Pereira Xavier RE:324728 CEEED
Rodrigo Marafigo
47:57
Rodrigo Marafigo Bernardo RE: 377031 CEEE GT
gernhardt
49:34
Jefferson André Gernhardt RE 37365-6
gernhardt
49:59
Jefferson André Gernhardt RE 37365-6CEEE-GT
LEONI DOS SANTOS
50:28
Leoni dos Santos RE 36587-4 CEEEGT
MArezi
54:37
Matias Arezi RE 37502-1 CEEE-D
LEONI DOS SANTOS
59:38
E se nos conseguir mobilizar uma parcela maior que 2/3 dos técnicos em estado de greve? oque aconteceria? não teria que ir para julgamento?
LEONI DOS SANTOS
01:00:10
pergunta Dr. francisco
SINTEC-RS
01:00:48
Certo, encaminharemos a pergunta
LEONI DOS SANTOS
01:00:55
nossa responsabilidade técnica é excencial para empresa funcionar?
Edinei Ribas de Sa
01:03:20
Os outros trabalhadores já aceitaram...seria só nos os técnicos a parar? que peso isto teria?
Edgar
01:03:39
Boa noite. para ver se entendi bem... Até se sancionado ou não pelo presidente estamos resguardados do acordo 2019. caso dia 7/7 seja vetado e volte a Câmara seguiremos respaldado? e caso seja aprovado na Câmara, ao fim do estado de calamidade passará a vigorar essa proposta 2020 ou abre novamente a negociação?
luciano lopes
01:04:14
Eu vejo que Greve sem a união de todos os sindicatos ...não haverá força.
LEONI DOS SANTOS
01:04:27
é isso ai Gilson
Tiago Schwantz Fagundes
01:11:20
Pelo "sentimento" geral, a MP será aprovada sem veto ?
Edgar
01:12:43
Em mesa de negociação, a empresa da sinais de que pode ceder em alguma cláusula?
Edgar
01:12:52
Edgar.
CARLOS UBIRATAN "DENTE" ROESCH PETRY
01:14:46
Eu gostaria de fazer um questionamento, na sequência.
SINTEC-RS
01:15:26
InscriçõesFurlanCarlos
alexsandro
01:17:05
Sou da opinião que não tem como fazermos greve...apenas nós...e teremos que engolir esse acordo
Cesar Rodrigues
01:18:39
O senergisul aceitou, com ampla maioria, ou seja, se entrarmos em greve fode tudo... Vamos perder todos os direitos
alexsandro
01:18:56
vocês não se deram conga ainda que esta tudo pro lado do patrão? o senergisul aceitou...q q vamos ficar fazendo só nos contra
luciano lopes
01:20:53
Não temos opções... temos que aceitar!!!
Gerson Pinto
01:21:06
Eu gostaria de ouvir o Dr. Francisco, sob o ponto de vista jurídico, sobre qual as nossas chances de avançar nesse acordo, caso a categoria rejeite a proposta.
Marcos
01:21:47
Um problema que a empresa pode gerar para ela mesma são os funcionários deixarem de dirigir em razão do fim da GMT, como forma de protesto, para aqueles em que não consta nas suas atribuições.
Edinei Ribas de Sa
01:21:56
Concordo mesmo é bater cabeça na parede, temos que aceitar, todos já aceitaram...
alexsandro
01:23:04
estamos aqui tentando achar algo q não existe mais. aprova e deu
Gilson Rodrigues Britto
01:23:22
passar este cheque em branco para a empresa é no mínimo preocupante
luciano lopes
01:23:32
PV bem alta para empresa ... pra valorizar melhor seus funcionários....
alexsandro
01:23:44
acho q não podemos deixar de dirigir visto que no concurso pedia habilitação
Francisco Fagundes
01:26:08
O concurso de 2006 não exigia carteira de habilitação no edital para técnico.
Filipe Silvello
01:26:25
O sindicato perdeu força, a reforma trabalhista esculhambou o negócio, e a CEEE não é a mesma de 15 anos atrás, quando poderíamos ficar chorando porque sabíamos que sempre íamos ganhar algo. Agora, meus amigos, pra quem ganha menos fica bem difícil ficar sem os benefícios caso a proposta seja rejeitada. Melhor pensar bem.
Dutra
01:26:34
no concurso que fiz não havia exigência de CNH, a bastante tempo eu resolvi não dirigir mais e devolvi a credencial
Gilson Rodrigues Britto
01:26:56
entendo que a questão da habilitação era requisito para ingresso na cia, a partir do momento que fomos contratados, não há como impor a obrigação de dirigir, visto que o profissional pode alegar problemas psicológicos e, para a sua segurança e se terceiros , optar por não dirigir
luciano lopes
01:27:10
concordo contigo FILIPE
Gilson Rodrigues Britto
01:28:16
Filipe , a ironia é que quem ganha maiores salários aprovou o acordo
alexsandro
01:28:24
se nos fizermos greve vai ser ate bom pra empresa
Filipe Silvello
01:28:57
Ironia ou empatia.
Edinei Ribas de Sa
01:29:18
como faço para falar?
Filipe Silvello
01:29:20
ou, talvez, outro fator que não sabemos.
Gilvano
01:30:12
Resultado votação acordo coletivo do senergisul:709 aprovado189 rejeita10 abstém
alexsandro
01:30:14
nos não temos mais o apoio do judiciário...se inverteu as coisas...
Dutra
01:30:32
O momento é perder ou perder, entendo não haver a menor possibilidade de termos avanços
Filipe Silvello
01:30:41
exatamente, não temos a mesma força
Gilson Rodrigues Britto
01:31:48
Filipe, empatia com o algoz? daí só Froyd explica
Filipe Silvello
01:32:03
empatia com os que ganham menos
Edgar
01:32:11
Na verdade ou perdemos um pouco agora ou tudo semana que vem.
luciano lopes
01:32:13
Temos que garantir ainda alguma coisa, esperar passar esse governo..torçer que nossa empresa ainda exista ..
alexsandro
01:33:02
concordo com o Edinei
LEONI DOS SANTOS
01:33:17
Não teríamos como aprovar com ressalvas, sem a clausula em questão?
luciano lopes
01:33:36
concordo contigo Edinei
luciano lopes
01:34:17
Vejam quantos desempregados!!
Fabricio Oliveira
01:34:31
concordo plenamente com o Edinei... infelizmente não temos saída
CARLOS UBIRATAN "DENTE" ROESCH PETRY
01:34:44
Pergunto por aqui: poderiam falar sobre medidas e liminares possíveis para manter cláusulas EM UM POTENCIAL CENÁRIO sem ACT? Inclusive, alegando paridade em ganhos de outros funcionários.
Fabricio Oliveira
01:35:33
não há instrumentos jurídicos que nos protejam...
luciano lopes
01:36:27
podia aceitar e proposta e validar o acordo até final de 2021....assim não perderiamos mais então....
Edgar
01:39:14
Qual é a força que nos temos em se tratando que as outras categorias já aceitaram. não estaremos somente dando murro em ponta de faca? Não há para esse caso nem respaldo jurídico "garantido"...
CARLOS UBIRATAN "DENTE" ROESCH PETRY
01:39:41
Não há "escolha certa", Meus Colegas.
LEONI DOS SANTOS
01:40:27
Assembleia, bem esclarecedora, democrática estamos de parabéns.
CARLOS UBIRATAN "DENTE" ROESCH PETRY
01:40:28
Mas votem.
Sergio Junior Sperandio
01:40:29
somente temos uma escolha, aprovação!
Paulo da silva
01:41:15
Existe algum planejamento do sindicato para as próximas negociações considerando mais uma perda nesta negociação, visto que estamos reajustando até o plano de saúde e a empresa não esta considerando nem reajustar este beneficio
luciano lopes
01:41:21
concordo contigo Sergio...não tem pra nós nesse governo...
LEONI DOS SANTOS
01:41:30
Na verdade não temos escolha, não houve acordo, houve imposição!
Rodrigo Marafigo
01:42:11
concordo!
Knopp
01:42:12
eu reprovo
LEONI DOS SANTOS
01:43:48
cada um sabe onde o sapato aperta, mas nesse ponto não posso aceitar uma proposta dessa.
Cesar Rodrigues
01:43:54
eu reprovo
Abelmaim
01:44:20
Boa colocação Gilson. Perdemos muito com a desunião da categoria.
Knopp
01:44:45
exatamente o que eu penso Leoni, entendo perfeitamente quem aprova.
Filipe Silvello
01:45:18
Podíamos gritar, quando a mãe CEEE ficava ali pra ouvir. Agora nosso grito é no vazio. Sartori, em 2016, apontou pra essa realidade. Agora fazer o quê?
luciano lopes
01:45:35
Não temos FORÇA JUDICIAL, entendam!!! É imposição sim infelizmente.... Por isso que nas eleições temos que pensar muito em quem votar...
CARLOS UBIRATAN "DENTE" ROESCH PETRY
01:46:05
O que está acontecendo coloca os Sindicatos em ALTO RISCO, Colega Gilson.
Filipe Silvello
01:46:34
O nosso grito já tem o tom de quem pode gritar na empresa privada.
Filipe Silvello
01:46:36
ou seja
Filipe Silvello
01:46:39
não pode
LEONI DOS SANTOS
01:48:02
Nesse ponto nos somos reconhecidos no Brasil todo, a C3E é conhecida e nossa capacidade técnica.
Abelmaim
01:48:18
Pra reverter essa situação, nosso voto nas próximas eleições devem ser muito consciente, sabendo q a direita deste país só faz massacrar a classe trabalhadora.
LEONI DOS SANTOS
01:50:38
isso é o acontece com os Sindicatos de Santa Catarina. União dos sindicatos
HOME ELRÔ
01:52:12
Se der tempo gostaria de dar uma última palavrinha...
LEONI DOS SANTOS
01:52:32
Respeitar o maioria, por isso que estamos aqui, concordo
CARLOS UBIRATAN "DENTE" ROESCH PETRY
01:53:02
A decisão da Categoria é a NOSSA decisão.
Abelmaim
01:53:41
A decisão da maioria é SOBERANA. Deve ser respeitada.
LEONI DOS SANTOS
01:54:51
Concordo conti 100%
Rodrigo Marafigo
01:54:56
muito bom Jeferson
Marcos
01:55:16
caso aprovado o ACT, qual possibilidade de ajuizar está questão que o Jeferson colocou... sobre essa compensação.. que não se efetivou no ACT?
LEONI DOS SANTOS
01:58:59
@furlan sindicalista nova
Filipe Silvello
01:59:42
isso aí, Elson!
CARLOS UBIRATAN "DENTE" ROESCH PETRY
02:00:08
É isso aí, Elson: formiga não pode votar no tamanduá.
Cesar Rodrigues
02:00:56
Boa Elson...
LEONI DOS SANTOS
02:01:05
boa colocação
Cristian Furlan
02:01:46
@Leoni não sei se sindicalista, mas vai ser muito politizada! hahaha
Cesar Rodrigues
02:09:01
Nos ferramos pelo que entendi
CARLOS UBIRATAN "DENTE" ROESCH PETRY
02:09:46
Chegamos há ter 86 participantes na sala.
luciano lopes
02:09:50
Se aprovar não ganharemos ...se rejeitar perdemos TUDO é simples. Votem com muita conciência ....
Sergio Junior Sperandio
02:10:24
bela colocação @luciano lopes
Cesar Rodrigues
02:11:13
É muitos aqui votaram em políticos que apoiaram o golpe, agora não adianta chorar...
Cesar Rodrigues
02:11:28
Perdemos os direitos de lutar
Edinei Ribas de Sa
02:11:35
O Luciano sintetizou de forma simples, boa.
Gilson Rodrigues Britto
02:17:55
concordo com o Marcelo